Culturando na Lusofonia

O outono e a primavera dos jacarandás. Uma metáfora da Lusofonia

Tal como o jacarandá que floresce também no outono, dizendo-nos que a vários milhares de quilómetros é primavera, também a nós é merecida essa vontade de fazer mais, de fazer sempre primavera

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

Mãe + Língua "língua-mãe"

O universo das coincidências faz-nos pensar. Este ano, calham no mesmo dia o tradicional Dia da Mãe e o mais recente Dia Mundial da Língua Portuguesa

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

Os “Becos da Memória” que nos traz Conceição Evaristo

Ler o Becos da Memória é um exercício que implica humildade e ser capaz de reconhecer que o coletivo se construiu em cima de muita desgraça, de muita dor. Uma dor de humanos que apenas queriam ser humanos como nós

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

O 25 de Abril, hoje: Património ou desafio?

(Texto de introdução ao “Nómadas do Pensamento” de 16 de abril de 2024, com Rui Tavares e D. Américo Aguiar)

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

As “Pobres Criaturas” e o desejo de imagem de Lisboa

Interessante imaginar que é esta a Lisboa que circula um pouco por todo o mundo, resultado de muitos turistas, de muitos Erasmus, de muita diversão. Pena se for apenas isso

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

Educação em Transformação: salvação ou engano? A vertigem dos desafios que se colocam ao Ensino Superior no Brasil

A capacidade crítica, a vida de mundo, o conhecer a realidade fora do pequeno mundinho de cada um, é a principal formação a adquiri numa instituição de ensino superior. A Universidade serve para isso: para dar capacidades, não técnicas, mas de vivência, de saberes cognitivos e relacionais

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

Ciência, Inovação e Desenvolvimento na Lusofonia: uma aposta

A propósito do 1º Congresso Internacional: Ciência, Inovação e Desenvolvimento na Lusofonia

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

Manifesto de Óbidos pela língua portuguesa: Por uma língua de culturas que seja também uma língua de ciência

É estranho, e sintomático, convenhamos, que seja necessário fazer e colocar nas bocas do mundo um Manifesto que procura dar corpo a um processo de valorização da língua portuguesa como língua de ciência

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

Tudo é Rio, de Carla Madeira

Tudo é Rio, de Carla Madeira, é um caminho que nos leva a lugares nunca antes imaginados onde os mais profundos pensamentos são postos à prova. Não se trata de uma torrente a água deste texto, mas sim de um caudal que nos lava dos preconceitos e nos mostra que a realidade do humano pode ser muito simples na complexidade

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

Os Cadernos de Dom Rigoberto, de Mario Vargas Llosa

"Os Cadernos de Dom Rigoberto" é muito mais que uma aventura de tom erótico, a descrição dos sonhos e das aventuras sexuais de um casal que experimenta alguns limites. Os cadernos onde Rigoberto escreveu ao longo da vida excertos de autores e comentários sobre obras de arte, são a linha metodológica que é como que uma forma de comunicar com a própria narrativa

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

Descolonizar as mentes e a cultura

A História, como instrumento de gestão e consignação da memória coletiva, de uma identidade, é subtil e trabalha as mentes através do que parece óbvio, da criação de senso-comum

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

Não podes caber em palavra alguma: Depoimentos sobre Valter Hugo Mãe e o Brasil

Foi a arte de fazer palavras, de fazer conceitos, de construir o que delas advém, ideias, que me mobilizou nas poucas noites em que devorei o volume

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto
Culturando na Lusofonia

Seguindo Helena Almeida. Ir à essência da linguagem

Paulo Mendes Pinto
Paulo Mendes Pinto