“As mantas gigantes valem muito mais vivas do que mortas”

“As mantas gigantes valem muito mais vivas do que mortas”

Antes do confinamento, podíamos facilmente encontrar Kerstin Forsberg numa comunidade de pescadores algures no Peru, ou então no Fórum Económico e Social em Davos, na Suíça, tentando conquistar os principais líderes mundiais para a causa da conservação. “É uma loucura estar em Davos num dia e, no seguinte, numa pequena comunidade pesqueira. Mas é uma oportunidade e encaro-a com enorme entusiasmo”, conta-nos. “A comunidade presente em Davos é muito privilegiada. Um grupo reduzido à escala mundial, por isso sinto que tenho obrigação de levar até lá a voz das outras pessoas”, afirma, consciente, no entanto, de que “chegar ao coração destes líderes políticos demora sempre algum tempo”. Não que esteja a pensar em desistir…

Kerstin Forsberg fundou a Planeta Océano, uma ONG dedicada “à investigação científica, à educação ambiental e ao desenvolvimento sustentável, trabalhando em conjunto com as comunidades locais”, quando apenas tinha 22 anos. Recém-licenciada em Biologia, tinha feito voluntariado no Brasil numa organização que protegia tartarugas marinhas e, ao regressar ao seu país, decidiu replicar a ideia. Nada em que não tivesse experiência: “Tinha 8 anos quando fundei a minha primeira ONG, um clube para proteger os animais de um pequeno zoo da escola”, diz, divertida.

Quinze anos depois da fundação, a Planeta Océano promove diversas iniciativas junto de escolas e universidades, sensibilizando a população, e defende uma abordagem baseada no mercado através, por exemplo, do ecoturismo. Assim tem conseguido proteger tartarugas, tubarões-martelo e peixes-serra, que se julgava estarem extintos no Peru. Mas as mantas gigantes são, sem dúvida, a sua grande bandeira.
Capaz de saltar sobre as águas ou de flutuar suavemente pelos oceanos (ainda que pese o mesmo que um hipopótamo!), a manta gigante “é um animal mágico e gracioso, e também o mais inteligente de toda a família de raias e tubarões”. Infelizmente, está em perigo de extinção por causa da sobrepesca e de taxas de reprodução baixíssimas: uma cria a cada sete anos.

Kerstin Fosberg a preparar-se para um mergulho com as mantas

Em 2015, a ação da Planeta Océano levou o governo peruano a incluir as mantas gigantes na lista de espécies protegidas, e convenceu a comunidade piscatória de que “as mantas valem muito mais vivas do que mortas” para os turistas. Foi o suficiente para, no ano seguinte, ser galardoada com um Rolex Award, prémio que, confessa, lhe mudou a vida: “De um momento para o outro, deixámos de ser um pequeno projeto comunitário e passámos a ser um modelo à escala global para outras ONG. Surgiram várias novas oportunidades, como o convite para participar no Fórum Económico Mundial, ou para dar uma entrevista a uma revista portuguesa, como a VISÃO.”

O prémio juntou-a também a outra galardoada, Barbara Block, investigadora da Universidade de Stanford, que desenvolveu uma nova tecnologia de sensores eletrónicos capazes de acompanhar os grandes animais marinhos de forma mais eficiente. Juntas, passaram os últimos meses a estudar os padrões de comportamento das mantas gigantes no Norte do Peru. O resultado foi publicado no fim de fevereiro pela British Ecological Society e lança novas luzes sobre os hábitos destas populações, como o facto de passarem a maior parte do seu tempo à superfície, a profundidades inferiores a dois metros, mergulhando durante a noite até aos 50 metros, em busca de zooplâncton.

Numa ação de rua com crianças, sensibilizando as populações.

No entanto, a pandemia alterou radicalmente o dia a dia de Kerstin, que agora trabalha a partir de casa, “lutando para conciliar o trabalho com a maternidade”, como tantos. “A minha filha entrou no ano passado para a escola e, como só tinha uma hora de aulas online por dia, tive de a ensinar a ler e a escrever”. Ainda assim teve tempo para ajudar a UNESCO a criar um projeto de literacia para os oceanos, que será desenvolvido durante a Década das Nações Unidas da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2021-30) que agora começa e, em janeiro, ainda regressou a Davos, mas via Zoom.

“No Fórum faço parte do grupo Friends of Ocean Action (a par de nomes como Sylvia Earle e Richard Branson) e do Global Future Council on Systemic Inequalities and Social Cohesion, e posso dizer que o trabalho nestes espaços é realmente produtivo. Daí a acontecerem mudanças sistémicas vai um grande passo, mas temos de continuar a pressionar e a ser perseverantes na mensagem.”

Para saber mais

Oceano de Esperança é um projeto da VISÃO em parceria com a Rolex, no âmbito da sua iniciativa Perpetual Planet, para dar voz a pessoas e a organizações extraordinárias que trabalham para construir um planeta e um futuro mais sustentáveis. Saiba mais sobre esta missão comum.

Mais na Visão

Mais Notícias

Homem do Leme: Artifícios

Homem do Leme: Artifícios

Raedian Neo: Fácil de instalar e com muitas funcionalidades para controlar carregamentos

Raedian Neo: Fácil de instalar e com muitas funcionalidades para controlar carregamentos

Adia várias vezes o alarme de manhã? O problema que pode estar por detrás da

Adia várias vezes o alarme de manhã? O problema que pode estar por detrás da "mania"

Alexandra assume sobre casamento com Flávio em

Alexandra assume sobre casamento com Flávio em "Casados à Primeira Vista": "Apeteceu-me dar-lhe um beijo"

Quem disse que na casa de banho o papel de parede não entra?

Quem disse que na casa de banho o papel de parede não entra?

Mariana de “Casados à Primeira Vista” celebra 25 anos: 25 fotografias que mostram toda a sua beleza

Mariana de “Casados à Primeira Vista” celebra 25 anos: 25 fotografias que mostram toda a sua beleza

Um dos sintomas de Covid-19 mais desvalorizado mas a que é preciso estar atento

Um dos sintomas de Covid-19 mais desvalorizado mas a que é preciso estar atento

Portugal e a Lei de Restauro da Natureza

Portugal e a Lei de Restauro da Natureza

Verão em movimento: o charme da decoração

Verão em movimento: o charme da decoração

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

'Táxi' voador movido a hidrogénio percorre mais de 800 quilómetros em voo de teste

'Táxi' voador movido a hidrogénio percorre mais de 800 quilómetros em voo de teste

Batalha do Vimeiro: Mergulhar na história das invasões francesas na Lourinhã

Batalha do Vimeiro: Mergulhar na história das invasões francesas na Lourinhã

Cristiano Ronaldo rendido à declaração de amor da filha mais nova

Cristiano Ronaldo rendido à declaração de amor da filha mais nova

As sandálias que são um must-have de qualquer armário de verão

As sandálias que são um must-have de qualquer armário de verão

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

ChatGPT chega a todos os Peugeot equipados com comandos de voz

ChatGPT chega a todos os Peugeot equipados com comandos de voz

Sebastião da Gama - Carne e espírito na Arrábida

Sebastião da Gama - Carne e espírito na Arrábida

O vestido preto com que Letizia nunca se compromete

O vestido preto com que Letizia nunca se compromete

Equipa do Técnico conquista segundo lugar em competição  de barcos elétricos

Equipa do Técnico conquista segundo lugar em competição de barcos elétricos

Concept store: a Caju Comporta celebra cinco anos com novo espaço

Concept store: a Caju Comporta celebra cinco anos com novo espaço

Amendoim: Os benefícios inesperados do consumo desta oleaginosa

Amendoim: Os benefícios inesperados do consumo desta oleaginosa

Empreender à grande e à portuguesa

Empreender à grande e à portuguesa

Festival Super Bock Super Rock: Um veterano renovado

Festival Super Bock Super Rock: Um veterano renovado

Animais que nos fazem rir!

Animais que nos fazem rir!

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

VISÃO Júnior de junho de 2024

VISÃO Júnior de junho de 2024

10 dicas para usar T-shirts e camisas oversized

10 dicas para usar T-shirts e camisas oversized

“É o trabalhador quem escolhe a empresa, e não a empresa que escolhe o trabalhador”

“É o trabalhador quem escolhe a empresa, e não a empresa que escolhe o trabalhador”

Depois dos Magnum, Unilever diz adeus às pessoas

Depois dos Magnum, Unilever diz adeus às pessoas

De novo num

De novo num "jumpsuit", Charlene do Mónaco revela o seu lado mais sedutor

Reciclagem de embalagens: pode brincar-se com temas sérios?

Reciclagem de embalagens: pode brincar-se com temas sérios?

5 acessórios que estão em alta este verão

5 acessórios que estão em alta este verão

VISÃO Se7e: Os livros certos para as férias de verão

VISÃO Se7e: Os livros certos para as férias de verão

Os heróis portugueses que vão às Olimpíadas

Os heróis portugueses que vão às Olimpíadas

25 peças para receber a primavera em casa

25 peças para receber a primavera em casa

Testámos os primeiros auscultadores da Sonos

Testámos os primeiros auscultadores da Sonos

O visual roqueiro de Vanessa Oliveira no NOS Alive

O visual roqueiro de Vanessa Oliveira no NOS Alive

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Quis Saber Quem Sou: Será que

Quis Saber Quem Sou: Será que "ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais?"

Famosos divertem-se no fim-de-semana no NOS Alive

Famosos divertem-se no fim-de-semana no NOS Alive

Mix Flip: Já experimentámos o próximo dobrável da Xiaomi

Mix Flip: Já experimentámos o próximo dobrável da Xiaomi

Jennifer Lopez e Ben Affleck separados no 2.º aniversário de casamento

Jennifer Lopez e Ben Affleck separados no 2.º aniversário de casamento

Em

Em "Casados à Primeira Vista": Sónia ataca Daniel: "A Mariana nunca lhe deu hipótese"

Como as alterações climáticas estão a mexer com o tempo (mas não com o tempo em que está a pensar)

Como as alterações climáticas estão a mexer com o tempo (mas não com o tempo em que está a pensar)

O caminho para o inferno está cheio de paletas de artistas!

O caminho para o inferno está cheio de paletas de artistas!

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites