Menos de 12% dos oceanos estão intactos

Menos de 12% dos oceanos estão intactos

Emanuel Gonçalves, biólogo e administrador da Fundação Oceano Azul, inaugurou a nova rubrica na VISÃO, Oceano de Esperança, dedicada a pessoas e organizações excepcionais que fazem a diferença para criar um planeta e um futuro mais sustentáveis. Pedimos-lhe para partilhar com os leitores os números e os factos que mais o preocupam.

1. Modelo de desenvolvimento económico. A maior ameaça que o oceano enfrenta é o nosso atual modelo de desenvolvimento económico que se baseia numa economia extrativa e no essencial baseada em sistemas lineares, onde os custos de degradação e os benefícios indiretos da natureza não são contabilizados. Isto leva a uma situação em que, para que haja desenvolvimento económico, exista degradação ambiental. Este modelo de desenvolvimento económico extrativo e que carboniza está a levar-nos a uma catástrofe ambiental, social e económica.

2. Aquecimento global. O oceano está a aquecer muito mais do que se pensava, absorvendo até 90% do excesso de calor produzido pelas emissões. Ao mesmo tempo está a acidificar com o excesso de CO2 absorvido e, soubemos agora com o recente relatório da IUCN, a ficar com bastante menos oxigénio. Estes fatores estão a aumentar as zonas mortas no oceano, a fazer desaparecer os recifes de coral, a alterar a distribuição das espécies, incluindo de muitos recursos pesqueiros, a diminuir o espaço vital que estas espécies normalmente utilizavam e a provocar um acelerar da extinção de espécies.

3. Sobre-pesca e falta de transparência na gestão pesqueira. Não conseguimos ainda controlar a sobre-exploração dos recursos pesqueiros nem as atividades de pesca ilegal. Esta sobre-pesca tem levado ao desaparecimento ou diminuição de muitos stocks pesqueiros a nível mundial, com alterações profundas nos sistemas oceânicos. Hoje tenta-se inclusivamente explorar recursos críticos para o funcionamento das teias tróficas do oceano como sejam o krill (pequenos camarões que são a base alimentar de muitos peixes, mamíferos marinhos, aves e invertebrados) e os peixes mesopelágicos (pequenos peixes que abundam na coluna de água no oceano aberto). É já menos de 12% a área do oceano global que pode ser classificada com estando intacta. Isto significa que temos menos área marinha intacta do que em terra, sendo que a maioria destes locais não têm qualquer estatuto de proteção.

4. Poluição. O nível de poluição no oceano continua a aumentar embora este assunto esteja longe da atenção da sociedade. Por um lado, temos a poluição orgânica das mega-cidades mundiais e dos sistemas agrícolas onde, mesmo nos países desenvolvidos, os sistemas de tratamento de efluentes não retiram muitos dos nutrientes que provocam fenómenos de eutroficação que estão na base do desenvolvimento de episódios de algas tóxicas, zonas mortas e impactos significativos nos sistemas biológicos ou mesmo nos sistemas de aquacultura costeira (ela também muitas vezes causadora destes fenómenos). Por outro lado, a poluição química derivada dos muitos produtos que utilizamos e que são despejados nos efluentes e no oceano, causam a morte ou stress fisiológico dos organismos marinhos. Na última década tomámos consciência que a poluição por plásticos está em todo o lado no oceano, nos organismos e em nós próprios. Por fim, a poluição sonora de que nos apercebemos também nas últimas décadas, e que hoje sabemos tem impactos no comportamento, fisiologia e distribuição de muitas espécies marinhas.

5. Destruição de habitat. Continuamos a perder habitats costeiros que são críticos para a mitigação das alterações climáticas e para a produtividade do oceano, como sejam os sapais, pradarias marinhas e mangais. Continuamos igualmente a destruir os fundos dos oceanos através de formas de pesca destrutiva, extração de inertes, obras costeiras e até agora a planear a mineração dos fundos marinhos para a qual não existe nenhuma evidência que possa ser desenvolvida de forma sustentável.

6. Exploração de petróleo e gás no offshore. A indústria de petróleo e gás continua a desenvolver atividade no offshore com consequências desastrosas para o clima, pois continuamos a aumentar as emissões de gases com efeito de estufa, mas também com consequências diretas significativas no oceano quer nos acidentes de poluição por hidrocarbonetos, na destruição dos fundos marinhos e na atividade de prospeção sísmica que tem impacto elevado nas espécies de baleias e golfinhos, por exemplo.

7. Apatia dos cidadãos. Para terminar, é preciso assinalar uma ameaça bastante menos discutida e que tem consequências críticas para o estado de saúde do oceano (e do planeta em geral): o facto de se assistir hoje a uma dicotomia entre, por um lado, a mobilização dos movimentos de cidadãos que se preocupam com o futuro e que têm começado a surgir para reclamar uma alteração profunda do modelo de desenvolvimento económico em que as nossa sociedades se baseiam e em encontrar soluções para os problemas identificados e, por outro lado, a apatia geral que se observa onde se continua a assistir à destruição do oceano sem que a sociedade se consiga ainda mobilizar de forma eficaz para combater as decisões erradas dos governos, financiadores e empresas. É preciso agir.

Oceano de Esperança é um projeto da VISÃO em parceria com a Rolex, no âmbito da sua iniciativa Perpetual Planet, para dar voz a pessoas e organizações extraordinárias que trabalham para construir um planeta e um futuro mais sustentáveis. Saiba aqui mais sobre esta missão comum.

Relacionados

Mais na Visão

Mais Notícias

Exame 478 - Março 2024

Exame 478 - Março 2024

Rainha Camilla preside à homenagem a Constantino II da Grécia, que reuniu a realeza em Londres

Rainha Camilla preside à homenagem a Constantino II da Grécia, que reuniu a realeza em Londres

A Interdecoração está de volta à Exponor

A Interdecoração está de volta à Exponor

Apartamento em Cascais: sobriedade contemporânea

Apartamento em Cascais: sobriedade contemporânea

Os 10 melhores vestidos da passadeira vermelha dos SAG

Os 10 melhores vestidos da passadeira vermelha dos SAG

Elisabetta Franchi eterniza estética

Elisabetta Franchi eterniza estética "tomboy" em Milão

Arte e arquitetura (ou vice-versa) nas duas primeiras exposições na Ala Álvaro Siza

Arte e arquitetura (ou vice-versa) nas duas primeiras exposições na Ala Álvaro Siza

Esplanada, comida asiática e preços democráticos no Street Chow

Esplanada, comida asiática e preços democráticos no Street Chow

Em “Senhora do Mar”: Manuel revela a sua paixão a Joana

Em “Senhora do Mar”: Manuel revela a sua paixão a Joana

Os lugares desta História, com Isabel Stilwell: Filipe I de Portugal, por fim

Os lugares desta História, com Isabel Stilwell: Filipe I de Portugal, por fim

Na próxima primavera vai ser difícil tirar as carteiras do ombro

Na próxima primavera vai ser difícil tirar as carteiras do ombro

Desporto: 20 artigos para suar com estilo

Desporto: 20 artigos para suar com estilo

Situação no Hospital de Cascais é mais preocupante do que Ordem dos Médicos antecipava (C/ÁUDIO)

Situação no Hospital de Cascais é mais preocupante do que Ordem dos Médicos antecipava (C/ÁUDIO)

Saccharum Resort, na terra do ouro branco

Saccharum Resort, na terra do ouro branco

AutoFlight realiza voo de táxi aéreo entre duas cidades chinesas

AutoFlight realiza voo de táxi aéreo entre duas cidades chinesas

Von der Leyen quer

Von der Leyen quer "decisões audazes e coragem política" para defesa europeia

Crédito Habitação com taxa mista: o que podemos esperar?

Crédito Habitação com taxa mista: o que podemos esperar?

Indiferentes às polémicas, Letizia e Felipe VI cúmplices e apaixonados em Londres

Indiferentes às polémicas, Letizia e Felipe VI cúmplices e apaixonados em Londres

Venha conhecer o BYD Seal U

Venha conhecer o BYD Seal U

Artur Jorge: o exercício físico da poesia

Artur Jorge: o exercício físico da poesia

Juan Vicente Piqueras, Caçador de instantes

Juan Vicente Piqueras, Caçador de instantes

'O Principezinho': um livro que fica na memória

'O Principezinho': um livro que fica na memória

Dos relvados para a economia. Os números-chave do futebol português

Dos relvados para a economia. Os números-chave do futebol português

Em dia de aniversário de Martina, Helene Svedin e Luís Figo declaram o seu amor pela filha

Em dia de aniversário de Martina, Helene Svedin e Luís Figo declaram o seu amor pela filha

Na Escola Básica da Mata canta-se a liberdade!

Na Escola Básica da Mata canta-se a liberdade!

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Giorgio Armani propõe veludo, flores e infuências orientais para o próximo inverno

Giorgio Armani propõe veludo, flores e infuências orientais para o próximo inverno

O outono/inverno 2024/2025 de Dolce & Gabbana inspirado no estilo

O outono/inverno 2024/2025 de Dolce & Gabbana inspirado no estilo "Mob Wife"

Urgências passam na sexta-feira a poder passar baixas exceto a pulseiras azuis e verdes

Urgências passam na sexta-feira a poder passar baixas exceto a pulseiras azuis e verdes

Prejuízos das empresas do SNS agravam-se para 1,3 mil ME em 2022

Prejuízos das empresas do SNS agravam-se para 1,3 mil ME em 2022

J. L. Barreto Guimarães, Poesia para médicos

J. L. Barreto Guimarães, Poesia para médicos

Urso polar: um animal único

Urso polar: um animal único

Imagens de radar mostram danos no satélite europeu ERS-2

Imagens de radar mostram danos no satélite europeu ERS-2

Vítor Matos é o chefe que mais brilha no Guia Michelin Portugal

Vítor Matos é o chefe que mais brilha no Guia Michelin Portugal

As Revoluções Francesas na VISÃO História

As Revoluções Francesas na VISÃO História

Citroën ë-C3: O elétrico que custa 23.300 euros chega em junho

Citroën ë-C3: O elétrico que custa 23.300 euros chega em junho

Quiz VISÃO Se7e: 10 perguntas para testar a sua cultura geral

Quiz VISÃO Se7e: 10 perguntas para testar a sua cultura geral

Xiaomi Redmi Note 13 Pro+: topo de gama

Xiaomi Redmi Note 13 Pro+: topo de gama

Em “Senhora do Mar”: Rita desmascara Joana em frente a Manuel

Em “Senhora do Mar”: Rita desmascara Joana em frente a Manuel

Carregal do Sal investe 630 mil euros no jardim da casa de Aristides de Sousa Mendes

Carregal do Sal investe 630 mil euros no jardim da casa de Aristides de Sousa Mendes

Em “Cacau”: Cacau decide investigar o paradeiro de Chiquinha

Em “Cacau”: Cacau decide investigar o paradeiro de Chiquinha

Celebridades rendem-se às transparências no desfile de Saint Laurent

Celebridades rendem-se às transparências no desfile de Saint Laurent

Novo Dacia Spring: mais por menos

Novo Dacia Spring: mais por menos

Os Incoerentes: a história de movimento artístico à frente do seu tempo

Os Incoerentes: a história de movimento artístico à frente do seu tempo

PR diz que ataques com tinta por ativistas climáticos perderam eficácia

PR diz que ataques com tinta por ativistas climáticos perderam eficácia

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites